Começaram as obras em Itaquera. Bom para quem?

31/05/2011 at 10:30 Deixe um comentário

Começaram as obras em Itaquera! Pela primeira vez na história, uma obra de um estádio corinthiano sai do papel!

Após perder a Copa das Confederações e também o centro de imprensa para o Rio de Janeiro na última quinta, a maior cidade do país deu a resposta apenas quatro dias depois.

E esperou que tudo isso acontecesse para colocar dois tratores e 20 homens trabalhando no terreno, que ainda está com os dutos da Petrobras em seu subsolo.

Ainda não se sabe se será o estádio para 45 mil pessoas ou se na versão exigida pela Fifa, com 65 mil lugares. Diz o Corinthians que só tem o dinheiro para a primeira opção, e que conta com a ajuda (leia-se dinheiro – público ou de parceiros) das autoridades municipal, estadual e federal para que São Paulo abra o mundial.

Aí você se pergunta: como a maior cidade do país, com a maior rede hoteleira, mais condições de investimentos e disponibilidade para receber empreendimentos consegue passar por todos esses problemas e ainda não tem definição sobre o seu papel no mundial?

A resposta é: política. Graças a ela, o Morumbi foi preterido do mundial, o Itaquerão (mania chata essa de estádios e campeonatos no aumentativo, não?!) foi aprovado na maquete… Articulações políticas também fizeram a Odebrecht ser a incorporadora oficial da obra e, justamente graças a ela, tudo está demorando tanto.

A transição Lula/Dilma, as pretensões políticas de Andrés Sanchez, que já foi especulado como candidato à sucessão na CBF e também na prefeitura de São Paulo, as movimentações de Kassab e Alckmin… Tudo isso girando em torno de um estádio. Particular, diga-se de passagem.

E fica a pergunta: São Paulo precisa mesmo de toda essa movimentação para abrir uma Copa do Mundo? Uma cidade em que o metrô cresce anualmente 6 km – o ideal é 25 km, que quase perdeu a Santa Casa de Misericórdia e que tem problemas suficientes em educação, saúde e transporte não pode se dar ao luxo de usar seu dinheiro para esta obra.

Não sou contra a Copa do Mundo, apenas contra a utilização de dinheiro público para a construção de arenas, ainda mais particulares . A realização de um Mundial é a chance de um país se desenvolver, crescer e resolver problemas que não conseguiria sem o torneio.

O Brasil já sabe, desde 2007, que sediaria a Copa. E está esperando o prazo se esgotar para tomar atitudes.

Enquanto Gilberto Kassab libera R$ 240 milhões para o estádio, os aeroportos continuam em situação caótica no país. E já se sabe que não ficarão prontos a tempo da Copa. Talvez, para a Olimpíada.

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

O quebra-cabeças da entidade máxima do futebol mundial

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


No Twitter


%d blogueiros gostam disto: